plantas e bem estar

Como as plantas influenciam seu comportamento e geram bem-estar

Postado em 13/04/2014 as 16:26

Há muito tempo se sabe que as plantas de interiores melhoram a qualidade do ar dentro de casa: segundo um artigo publicado em 2009 na revista Hort Technology, elas reduzem o nível de ozônio, que é prejudicial à saúde​​. Anualmente, calcula-se que seis milhões de pessoas morram em decorrência desse tipo de poluição.

Mas isso não é tudo. Outra pesquisa sugere que as plantas não só melhoram a saúde, como também o estado mental e emocional dos que convivem com elas.

Conheça alguns benefícios das plantas:

 

1. MELHORAM A PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

Há cerca de dez anos, estudos científicos comprovaram que escritórios com vista para áreas verdes oferecem muito mais satisfação a seus funcionários. Foi o ponto de partida para que pesquisadores da Noruega analisassem os efeitos das plantas sobre a produtividade profissional.

Para isso, dois grupos de voluntários foram submetidos a testes de atenção: o primeiro tinha plantas perto dos computadores e o segundo, não. O primeiro grupo apresentou um desempenho melhor em suas tarefas, o que fez com que os autores recomendassem a incorporação de plantas ao ambiente de trabalho como uma forma simples e barata de aumentar a concentração dos funcionários. Pesquisadores da Universidade de Michigan concordam que isso se deve à “teoria de restauração da atenção” (TRA), que descreve o papel da natureza no descanso da mente.

Desenvolvida por Rachel e Stephen Kaplan em seu livro “A experiência da natureza: uma perspectiva psicológica”, a TRA explica que os ambientes naturais contribuem para focalizar a atenção involuntariamente, sem exigir qualquer esforço. Enquanto a “atenção dirigida” – como trabalhar em computadores –  obriga as pessoas a se concentrar para inibir distrações e não se cansar, a “atenção involuntária” – despertada pelos elementos da natureza, como as nuvens, as plantas e as montanhas –  gera um benefício restaurador, que se traduz em maior reflexão e concentração.

 

2. REDUZEM A ANSIEDADE E O ESTRESSE

Entre os estudos que associam a redução do estresse à exposição a áreas verdes, estão os do professor Roger Ulrich, que descobriu que as pessoas hospitalizadas se recuperam mais rapidamente de cirurgias se virem plantas em vez de edifícios através da janela.

Na mesma linha, um estudo de 2008 de  pesquisadores holandeses analisou os efeitos das plantas nos quartos de hospital – e concluiu que os pacientes que tinham contato com plantas se mostravam mais relaxados e menos estressados. Isso se deve à suposta capacidade das plantas de transmitir bem-estar e gerar pensamentos positivos.

 

3. ESTIMULAM A CRIATIVIDADE

Segundo um estudo da Universidade A&M do Texas, publicado na revista da Sociedade Americana de Floristas, a capacidade de ter ideias criativas aumenta em ambientes onde há plantas e flores. No experimento, um grupo de voluntários deveria realizar tarefas específicas em três ambientes fechados: um com vegetação, outro com esculturas abstratas e o último sem nenhuma decoração ou enfeite.

Os homens que trabalharam perto de plantas e flores tiveram 15$% mais ideias, enquanto as mulheres na mesma sala se mostraram mais propensas a desenvolver soluções criativas e flexíveis para diversos problemas.

 

4 – AUMENTAM A AUTOESTIMA

Especialistas sugerem que manter uma planta saudável gera um sentimento de realização capaz de melhorar a autoestima. Segundo Marjolein Elings, da Universidade de Wageningen, na Holanda, cuidar de uma planta aumenta a sensação de autonomia, competência e responsabilidade, gerando sentimentos de satisfação, orgulho e confiança. Isso pode ser especialmente importante para os idosos, reduzindo pensamentos negativos sobre a solidão, o medo da morte ou a falta de vitalidade.

 

Via: Discovery Home & Health